Tratamento para Artrite, Artrose e Osteoartrite de Joelho em Goiânia - Quirocenter

Tratamento para Artrite, Artrose e Osteoartrite de Joelho em Goiânia

Ondas eletromagneticas
Como ondas eletromagnéticas podem prejudicar nossa saúde
09/09/2020
Mircofisioterapia Quirocenter Goiania
Como surgiu a Microfisioterapia e seus benefícios
14/09/2020
Exibir tudo

Tratamento para Artrite, Artrose e Osteoartrite de Joelho em Goiânia

Artrite Artrose Osteoartrite de Joelho Goiania

A articulação do joelho afetada pela artrite pode ser dolorosa e inflamada. Geralmente, a dor se desenvolve gradualmente com o tempo, embora o início súbito também seja possível. 

Existem também outros sintomas:

  • A articulação pode ficar rígida e inchada, tornando difícil dobrar e estender o joelho.
  • A dor e o inchaço podem piorar pela manhã, ou depois de sentar ou descansar.
  • Atividades vigorosas podem causar aumento da dor.

Fragmentos soltos de cartilagem e outros tecidos podem interferir no movimento suave das articulações. O joelho pode “travar” ou “prender” durante o movimento. Ele pode ranger, clicar, estalar ou fazer um ruído de trituração (crepitação). Pode-se observar um “caroço”na parte de trás do joelho sendo doloroso a palpação ou não, este denominamos cisto de Baker.

A dor pode causar uma sensação de fraqueza ou flexão do joelho.

Muitas pessoas com artrite notam um aumento da dor nas articulações com o tempo frio ou chuvoso.

Exame Médico

Durante sua consulta, seu fisioterapeuta ou médico conversará com você sobre seus sintomas e histórico médico, fará um exame físico e, possivelmente, solicitará exames de diagnóstico, como raios-x e/ou exames de sangue.

Exame físico

Durante o exame físico, seu fisioterapeuta ou médico irá avaliar:

  • Edema, calor ou vermelhidão nas articulações;
  • Amplitude de movimento passivo (assistido) e ativo;
  • Cistos ou nódulos na região posterior de joelho, principalmente;
  • Instabilidade da junta;
  • Crepitação (uma sensação de raspagem dentro da articulação) com o movimento;
  • Dor, quando se exerce pressão no joelho;
  • Problemas com sua marcha (a maneira como você anda);
  • Quaisquer sinais de lesão nos músculos, tendões e ligamentos ao redor do joelho;
  • Envolvimento de outras articulações (pode ser indício de artrite reumatóide).

Testes de imagem

Raios X

Esses testes de imagem criam imagens detalhadas de estruturas densas, como ossos. Eles podem ajudar a distinguir entre as várias formas de artrite. Os raios X de um joelho artrítico podem mostrar um estreitamento do espaço articular, alterações no osso e a formação de esporas ósseas (osteófitos).

Outros testes

ocasionalmente, uma ressonância magnética (RNM), uma tomografia computadorizada (TC) ou uma cintilografia óssea podem ser necessárias para determinar a condição do osso e dos tecidos moles do joelho.

Testes laboratoriais

O médico reumatologista, se desconfiar de um processo de artrite pode recomendar exames de sangue para determinar que tipo de artrite você tem. Com alguns tipos de artrite, incluindo artrite reumatóide, os exames de sangue ajudarão no diagnóstico adequado.

Se houver suspeita de processo infeccioso o profissional poderá pedir cultura após fazer punção do líquido sinovial.

Tratamento

O Tratamento que temos observado melhores resultados em nossa prática clínica são o tratamento com Ozonioterapia e/ou Plasma.

Tratamentos com medicações alopáticas têm se mostrado pouco eficazes e com efeitos deletérios não só aos joelhos mas também a outros órgãos como figado, estômago e rim principalmente quando usados a longo prazo;

Mantendo-se saudável

A prática de exercícios físicos regulares com intensidade moderada, alimentação balanceada e boa condição emocional ajudam muito a manter um joelho mais saudável. 

Tratamento – Substituição total do joelho

Método cirúrgico, onde coloca-se uma prótese metálica (normalmente titânio) para substituir o joelho.

Esse procedimento em nossa opinião deve ser sempre o ultimo recurso a ser feito. Deve-se levar em consideração esse tipo de cirurgia quando o joelho já sofreu danos irreversíveis com perda de função. 

Tratamento

O tratamentos devem ser preventivos, evitando que o joelho se degenere muito. 

Existem vários tratamentos que podem ajudar a aliviar a dor e a incapacidade que pode causar. Dentre eles destacamos e a Ozonioterapia, onde o profissional infunde o gás dentro da articulação e demais regiões lesionadas afim de desinflamar e aliviar dores. O Plasma ,PRP, ajuda no processo regenerativo dos tecidos, pois possuem fatores de crescimento e diferenciação celular.

Artrite Artrose Osteoartrite Joelho Goiania 2

Tratamento Não Cirúrgico

Tal como acontece com outras condições artríticas, o tratamento inicial da artrite do joelho não é cirúrgico. Seu médico pode recomendar uma variedade de opções de tratamento.

Modificações no estilo de vida. Algumas mudanças em sua vida diária podem proteger a articulação do joelho e retardar o progresso da artrite.

Minimize as atividades que agravam a condição, como subir escadas.

Mudar de atividades de alto impacto (como corrida ou tênis) para atividades de baixo impacto (como natação ou pilates) colocará menos estresse em seu joelho.

A perda de peso pode reduzir o estresse na articulação do joelho, resultando em menos dor e aumento da função.

Fisioterapia

Exercícios específicos podem ajudar a aumentar a amplitude de movimento e flexibilidade, bem como ajudar a fortalecer os músculos da perna. Seu médico ou fisioterapeuta pode ajudar a desenvolver um programa de exercícios individualizado que atenda às suas necessidades e estilo de vida.

Dispositivos de assistência

O uso de dispositivos como uma bengala, sapatos ou inserções para absorção de choque ou uma cinta ou joelheira pode ser útil a curto prazo, se usado por muito tempo poderá gerar hipotrofia dos músculos, perda de mobilidade e função. Uma cinta ajuda na estabilidade e na função e pode ser especialmente útil se a artrite estiver em apenas um joelho. 

Outros remédios. Aplicar calor ou gelo, usar pomadas ou cremes para aliviar a dor ou usar bandagens elásticas para dar suporte ao joelho pode proporcionar algum alívio da dor.

Medicamentos

Vários tipos de medicamentos são úteis no tratamento da artrite do joelho. Como as pessoas respondem de maneiras diferentes aos medicamentos, seu médico trabalhará em conjunto com você para determinar os medicamentos e as dosagens que são seguros e eficazes para você.

Analgésicos não narcóticos e medicamentos antiinflamatórios, evite-os, de venda livre geralmente são a primeira escolha de terapia para a artrite do joelho. O paracetamol é um analgésico simples e de venda livre que pode ser eficaz na redução da dor da artrite. Não se engane, essa medicações na maioria das vezes mascaram o problema, são paliativos.

Como todos os medicamentos, os analgésicos de venda livre podem causar efeitos colaterais e interagir com outros medicamentos que você está tomando. Certifique-se de discutir os efeitos colaterais potenciais com seu médico.

Outro tipo de analgésico é um antiinflamatório não esteroidal, ou AINE (pronuncia-se “en-dito”). Os AINEs, como o ibuprofeno e naproxeno, estão disponíveis sem receita e por prescrição.

Um inibidor da COX-2 é um tipo especial de AINE que pode causar menos efeitos colaterais gastrointestinais. As marcas comuns de inibidores da COX-2 incluem Celebrex (celecoxib) e Mobic (meloxicam, que é um inibidor parcial da COX-2). Um inibidor de COX-2 reduz a dor e a inflamação para que você possa funcionar melhor. Se você estiver tomando um inibidor da COX-2, não deve usar um AINE( Anti-inflamatório não esteróide) tradicional (com ou sem receita). Certifique-se de informar o seu médico se você teve um ataque cardíaco, derrame, angina, coágulo sanguíneo, hipertensão ou se você é sensível à aspirina, sulfas ou outros AINEs.

Corticóides

Os corticosteróides (também conhecidos como cortisona) são poderosos agentes antiinflamatórios que podem ser injetados na articulação. Essas injeções aliviam a dor e reduzem a inflamação; no entanto, os efeitos não duram indefinidamente. Seu médico pode recomendar limitar o número de injeções a três ou quatro por ano, por articulação, devido a possíveis efeitos colaterais.

Em alguns casos, a dor e o inchaço podem “aumentar” imediatamente após a injeção, e existe a possibilidade de lesão ou infecção nas articulações a longo prazo. Com injeções frequentes e repetidas, ou injeções por um longo período de tempo, o dano articular pode realmente aumentar em vez de diminuir.

Os medicamentos anti-reumáticos modificadores da doença (DMARDs) são usados ​​para retardar a progressão da artrite reumatóide. Drogas como metotrexato, sulfassalazina e hidroxicloroquina são comumente prescritas.

Além disso, DMARDs biológicos como etanercept (Enbrel) e adalimumab (Humira) podem reduzir a resposta imunológica hiperativa do corpo. Como hoje existem muitos medicamentos diferentes para a artrite reumatóide, muitas vezes é necessário um especialista em reumatologia para administrar os medicamentos com eficácia.

A viscossuplementação envolve a injeção de substâncias na articulação para melhorar a qualidade do fluido articular.

A glucosamina e o sulfato de condroitina, substâncias encontradas naturalmente na cartilagem articular, podem ser tomados como suplementos dietéticos. Embora os relatos dos pacientes indiquem que esses suplementos podem aliviar a dor, não há evidências que apoiem o uso de glucosamina e sulfato de condroitina para diminuir ou reverter a progressão da artrite.

Esses compostos podem causar efeitos colaterais, bem como interações negativas com outros medicamentos. Sempre consulte seu médico antes de tomar suplementos dietéticos.

Acupuntura

A acupuntura usa agulhas finas para estimular áreas específicas do corpo para aliviar a dor ou entorpecer temporariamente uma área. Embora seja usado em muitas partes do mundo e as evidências sugiram que pode ajudar a aliviar a dor da artrite. Certifique-se de que seu acupunturista seja certificado.

Tratamento cirúrgico

Seu médico pode recomendar cirurgia se a dor da artrite causar incapacidade e não for aliviada com tratamento não cirúrgico. Como em todas as cirurgias, existem alguns riscos e possíveis complicações em diferentes procedimentos no joelho. Seu médico discutirá as possíveis complicações com você antes da operação.

Artroscopia

Durante a artroscopia, os médicos usam pequenas incisões e instrumentos finos para diagnosticar e tratar problemas nas articulações.

A cirurgia artroscópica não é freqüentemente usada para tratar a artrite do joelho. Nos casos em que a osteoartrite é acompanhada por uma ruptura meniscal degenerativa, a cirurgia artroscópica pode ser recomendada para tratar o menisco lesado.

Enxerto de cartilagem

Tecido de cartilagem normal e saudável pode ser retirado de outra parte do joelho ou de um banco de tecido para preencher um orifício na cartilagem articular. Este procedimento é normalmente considerado apenas para pacientes mais jovens que apresentam pequenas áreas de danos na cartilagem.

Sinovectomia

O revestimento da articulação danificado pela artrite reumatóide é removido para reduzir a dor e o inchaço.

Osteotomia. Em uma osteotomia do joelho, a tíbia (tíbia) ou o fêmur (osso da coxa) são cortados e depois remodelados para aliviar a pressão na articulação do joelho. A osteotomia do joelho é usada quando você tem osteoartrite em estágio inicial que danificou apenas um lado da articulação do joelho. Ao deslocar o peso do lado danificado da articulação, uma osteotomia pode aliviar a dor e melhorar significativamente a função do joelho artrítico.

Substituição total ou parcial do joelho.

Lembre-se, a prevenção é sempre o melhor remédio.

Os comentários estão encerrados.